Por meio da CEI, órgãos podem enviar ofícios, comunicados e solicitar documentos.

     Marco tecnológico para os serviços cartorários de Mato Grosso, a Central Eletrônica de Integração e Informações (CEI-MT), que reúne todos os atos praticados pelos cartórios desde 2015, disponibiliza um meio prático e rápido para a comunicação entre órgãos públicos para solicitar documentos, enviar comunicados ou até mesmo ofícios.

     Conforme explica a diretora de tecnologia da Anoreg-MT, Maria Aparecida Bianchin, o órgão precisa firmar o termo de cooperação com a Associação e a Corregedoria Geral da Justiça de Mato Grosso para ter acesso à parte do sistema que permite a comunicação direta.

     “O órgão conveniado abre a solicitação pela CEI, após acesso mediante certificado digital, e o cartório responde pela própria plataforma já enviando o documento solicitado”, explica a diretora de tecnologia.

     Ao todo, já são 28 órgãos públicos mato-grossense que são conveniados. Dentre eles estão: Defensoria Pública, Polícia Judiciária Civil, Procuradoria Geral da Justiça e Tribunal de Contas do Estado.

     Com a Central Eletrônica, os órgãos públicos contam com economia de recursos e mais celeridade ao processo de solicitação dos serviços dos cartórios, de acordo com Maria Aparecida.

     “Economia de tempo, tinta de impressora ou cartucho, papel. O órgão recebe o documento solicitado de forma digital pela CEI, sem a necessidade de esperar a certidão física ser enviada pelo cartório”, explica.

     Bianchin ainda esclarece como é feito o processo de comunicação entre os órgãos públicos e os cartórios de Mato Grosso, além de expor as vantagens de solicitar os serviços por meio da plataforma.

Leia a entrevista na íntegra:

     Anoreg-MT – Como ocorre a comunicação entre os órgãos públicos e os cartórios do estado?

     Maria Aparecida Bianchin – O órgão conveniado abre a solicitação pela CEI, após acesso mediante certificado digital, e o cartório responde pela própria plataforma já enviando o documento solicitado.

     Anoreg-MT – Quais os órgãos públicos que se utilizam da plataforma?

     Maria Aparecida Bianchin – Órgãos públicos do poder judiciário que têm termo de cooperação firmado com a AnoregMT e CGJ-MT. Ao todo, são 28 órgãos conveniados.

     Anoreg-MT – Quais as vantagens para os órgãos públicos de fazer solicitações de documentos, por exemplo, por meio da CEI?

     Maria Aparecida Bianchin – Economia de tempo, tinta de impressora ou cartucho, papel. O órgão recebe o documento solicitado de forma digital pela CEI, sem a necessidade de esperar a certidão física ser enviada pelo cartório.

     Anoreg-MT – E para os cartórios? Quais são as vantagens?

     Maria Aparecida Bianchin – Também há economia de tempo e materiais, como caneta, envelopes, etc, além de não precisar se deslocar para realizar as postagens nos correios.

     Anoreg-MT – Quais são os documentos mais solicitados por meio da plataforma?

     Maria Aparecida Bianchin – Matrículas de imóveis, óbito, nascimento, casamento, procuração e escritura.

     Anoreg-MT – Qual a importância do CEI em tempos de distanciamento social?

     Maria Aparecida Bianchin – A CEI é uma ferramenta muito segura, ágil e proporciona economia e comodidade a todos. Os usuários não precisam sair de casa para obter uma certidão, ou registrar algum documento em cartório, isso tudo pode ser feito por meio da CEI de forma online.