Horário de Atendimento

Sob Agendamento

09:00h às 17:00

Ações da Anoreg-MT são destaque na Revista dos Tribunais de Justiça

       Os investimentos
em formação, tecnologias e avanços rumo à modernização dos cartórios do estado
da Associação dos Notários e Registradores de Mato Grosso (Anoreg-MT) foram
destaque em reportagem publicada na Revista dos Tribunais de Justiça, edição de
setembro deste ano (nº 15).

   
       Com o título “Integração social e jurídica com visão moderna e
participativa”, o texto aponta a criação da Central Eletrônica de Integração e
Informações (CEI), na qual usuários podem requerer certidões e fazer buscas de
atos dos cartórios do estado como avanços alcançados no sistema. Também traz as
ações sociais efetivadas pelos tabeliães em suas comarcas em prol da
comunidade.
   
       Quanto às ações de
gestão, a revista destaca o incentivo aos cartórios participarem do Programa de
Qualidade total (PQTA). “O programa de qualidade visa uma melhor gestão dos
serviços e pessoais, de forma que cumpre com todas as normas técnicas aplicadas
aos ambientes de trabalho, melhoria nas relações sociais e na responsabilidade
ambiental”, diz o texto. 
   
       A presidente da Anoreg-MT, Niuara Ribeiro Roberto Borges,
ressalta que “os maiores beneficiados não são apenas os notários, registradores
e seus colaboradores, mas, principalmente, a sociedade. Exemplo disso é que
neste ano, novamente Mato Grosso foi recorde em inscrições no PQTA, o que vem
se repetindo há alguns anos. Esse fato demonstra a unidade e a visão de
vanguarda dos nossos associados”. 
   
       O investimento em
palestras e cursos para aperfeiçoamento dos titulares e colaboradores dos
tabelionatos com parcerias com a Corregedoria-Geral de Justiça e outros também
foi abordado pela Revista dos Tribunais de Justiça.
   
       A reportagem aponta ainda que “na esfera das políticas públicas, a Anoreg-MT
presta gratuitamente enorme contribuição quando auxilia os órgãos na elaboração
de políticas de bem-estar e de dignidade direcionadas aos registros públicos
(regularização fundiária, demarcação de terras, programas habitacionais,
georreferenciamento e outras atividades afins) visando sempre a busca da melhor
solução em prol da qualidade dos serviços prestados, da segurança, da
publicidade e da garantia dos direitos dos cidadãos usuários dos serviços
notariais e registrais”.