Horário de Atendimento

Sob Agendamento

09:00h às 17:00

Anoreg-MT se reúne com TRE-MT objetivando fomentar o relacionamento entre as instituições

      A Associação dos Notários e Registradores do Estado de Mato Grosso (Anoreg-MT) esteve reunida na manhã desta segunda-feira (4 de fevereiro) com um grupo de pesquisadores do Tribunal Regional Eleitoral do Estado de Mato Grosso (TRE-MT) com a finalidade de fomentar o relacionamento entre as instituições. Participaram do encontro o presidente da Associação, José de Arimatéia Barbosa; o presidente do TRE-MT, desembargador Márcio Vidal; os juízes Lídio Modesto da Silva Filho e Jorge Iafelice dos Santos (juiz de direito) e a advogada Luciana Manduzzi Figueiredo.     

      “Queremos fomentar ainda mais o relacionamento entre a Anoreg-MT e o IBEA, estabelecer as balizas para construção de uma sinergia de ações entre as instituições. Durante a reunião foram abordadas questões relacionadas ao calendário compartilhado de eventos e atividades de educação continuada da Anoreg-MT e do IBEA, sempre voltadas ao aperfeiçoamento e agregação de valia aos processos de tratamento dispensado pelo sistema de justiça e extrajudicial dos gargalos enfrentados pelo setor agropastoril mato-grossense e brasileiro”, destacou José de Arimatéia.     

      O presidente da Anoreg-MT acrescentou que para alcançar o objetivo será primordial: a) a sinergia dialética entre as entidades do agronegócio e representativas dos serviços extrajudiciais e dos sistema de justiça; b) o desenvolvimento de produtos de ensino, pesquisa e conhecimento relacionados aos pontos de afetação/demandas existentes envolvendo a atividade notarial e registral, o setor produtivo e de justiça; c) a inserção institucional das entidades representativas dos serviços notariais e registrais, em projetos voltados à profilaxia social imanente da humanização derivada da educação artística e cultura.     

      “Na oportunidade, foi sugerido pelo presidente do TRE-MT para incluirmos na pauta das propostas de desburocratização a renovação do pedido por ele dirigido à Corregedoria do Conselho Nacional de Justiça, em celebrar com o Tribunal Superior Eleitoral, mecanismos para que seja autorizado o uso da base de biometria dos eleitores com a finalidade de atender os serviços extrajudiciais, informou José de Arimatéia.     

      O presidente da Anoreg-MT enfatizou que as propostas de desburocratização que já estão sendo debatidas junto ao Ministério da Economia são: 1) retirar do processo de registro alguns elementos que geram desnecessária burocracia, sem acréscimo de segurança jurídica, para as partes contratantes ou para o sistema; 2) conferir mais agilidade, modernidade, eficiência e baixo custo ao sistema; 3) proporcionar um ambiente de negócios imobiliários mais saudável no país; 4) contribuir para a melhoria da posição do Brasil no ranking constante do relatório Doing Bussiness.